Coxia
22 de junho de 2018

Coxia 2411

Perda

João Monlevade perdeu nesta semana um personagem ilustre, que apesar de ser natural de Nova Era, foi acolhido pela cidade por seu trabalho voluntário em prol da comunidade: Pedro Luzia faleceu aos 87 anos no último domingo (17) e, com certeza, foi um exemplo de bondade e de amor ao próximo. Sem dúvida, um exemplo a ser seguido por todos nós. Fará muita falta.

No Galo I?

Os atleticanos de João Monlevade podem alimentar a esperança de ter o atacante monlevadense Vinícius Araújo vestindo a camisa do Galo mineiro. É que as andanças do mundo do futebol acabaram colocando no cargo de diretor de futebol do clube o ex-jogador e técnico Alexandre Gallo, que tem grande proximidade com Vinícius Araújo.

Proximidade

Quando era treinador das categorias de base da seleção brasileira, inclusive da seleção pré-olímpica, Gallo convocou o atleta monlevadense várias vezes, o que até gerou a expectativa de que Vinícius disputasse as últimas Olimpíadas, no Rio de Janeiro. Sendo assim, o diretor é um admirador do futebol do monlevadense. Quem sabe?

Atendimento

Leitor procurou o A Notícia nesta semana para reclamar do atendimento do Centro de Amparo ao Trabalhador/Sistema Nacional de Emprego (Cat/Sine) de João Monlevade. De acordo com ele, o atendimento, inclusive da gerência, é ruim e, muitas vezes, feito sem a devida atenção e cordialidade. Além disso, ele teve dificuldades para obter o certificado de conclusão de um curso de capacitação feito por sua filha. Fica o recado para que o bom senso fale mais alto e a população seja melhor atendida em repartições públicas.

Sinalização

Erro em uma pintura no chão, informando velocidade máxima permitida na via, viralisou nas redes sociais na última sexta-feira (15). Isso, porque em vez de “KM”, foi pintado “KW”, unidade usada para medir energia. O erro foi reparado rapidamente, mas não impediu a piada e críticas. Mesmo assim, teve defensores do governo criticando os gozadores. “Não vá levar tudo tão a sério”, já bem cantou Djavan. Mais humor e menos rancor, por favor.

Azedou

Pelo visto, azedou de vez a relação da prefeita Simone Carvalho com os vereadores. Eles reclamam que não são ouvidos e não têm, sequer, respostas a questionamentos feitos ao governo. Para quem começou o mandato com a maioria na casa, o governo Simone vai de mal a pior com o Legislativo. E a questão é fácil de ser resolvida: só boa vontade e habilidade política. No entanto, nos bastidores, a informação é de que a partir do ano que vem, o casal Moreira passa a dar mais ouvidos aos parlamentares. Pode ser tarde demais...

Correção

De acordo com a coordenação da Vigilância em Saúde (Visa) de João Monlevade, os dados informados sobre a mortalidade infantil, materna e fetal, publicadas na edição de sexta-feira passada (15), se referem apenas ao ano de 2017, e não aos últimos dois anos, como diz a matéria. Fica a correção e nossos pedidos de desculpas pelo erro. A Visa não informou os dados deste ano.