Desde 1984
Geral
05 de Abril de 2021
Monlevade estuda novo decreto mais restritivo


Lei seca total não está descartada e supermercados devem vender só o essencial


João Monlevade vai publicar um novo decreto que restringe a circulação de pessoas na cidade. O objetivo é frear a disseminação do coronavírus. Conforme A Notícia apurou, o novo decreto deve restringir estacionamentos de veículos nas ruas e avenidas, além de proibir a venda de bebidas alcoólicas, mesmo nos supermercados e também no modo delivery. A intenção é garantir uma lei seca total, a exemplo do que fizeram outras cidades mineiras, para inibir aglomerações. 
Segundo apurado, supermercados deverão vender apenas alimentos, produtos de limpeza e outros considerados essenciais.  O documento  ainda não tem data para ser publicado, mas deve ser entre hoje e amanhã (6), com duração até, pelo menos, a próxima segunda-feira (12). A intenção da Prefeitura  é diminuir a quantidade de internações e o número de casos de contaminados no Hospital Margarida, que trabalha acima da sua capacidade há duas semanas. 
Ainda conforme fontes, a medida é mais restritiva que a Onda Roxa, do Governo de Minas, válida até o dia 11 de abril. O programa estadual veda o funcionamento de várias categorias de lojas e estabelecimentos considerados “não essenciais”.