Desde 1984
Variedades
18 de Janeiro de 2021
Monlevadense foi decisivo para aprovação de vacinas contra o coronavírus no Brasil
Um monlevadense foi uma das peças-chave para a aprovação das duas primeiras vacinas contra a Covid-19 no Brasil. Fabrício Carneiro de Oliveira, 41, é coordenador de inspeção e fiscalização de insumos farmacêuticos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e teve papel decisivo para a permissão do uso das vacinas desenvolvidas pela AstraZeneca e pela Sinovac-Instituto Butantan. Na tarde deste domingo (17), quando a autorização para as duas modalidades de imunização foi anunciada, ele participou da entrevista coletiva transmitida desde Brasília através do rádio e da televisão.

Fabrício Carneiro de Oliveira nasceu em João Monlevade a 24 de novembro de 1979, sendo filho de Lívio e Conceição, do bairro Areia Preta. Graduou-se em Farmácia em 2001 pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), especializando-se em Vigilância Sanitária seis anos depois. Mesmo relativamente jovem, aos 41 anos já acumula um longo currículo. Depois de se formar, ele foi responsável técnico em uma drogaria, especialista em regulação pela Anvisa, assessor da gerência geral de medicamentos, assessor da diretoria de autorizações e registros sanitários e gerente da gerência de sangue, tecidos, células e órgãos, entre outros cargos desempenhados. Desde abril de 2019, Fabrício é coordenador de inspeção e fiscalização de insumos e medicamentos biológicos da Anvisa.