Desde 1984
Esporte
08 de Dezembro de 2020
Laércio define plano de Emergência para o período chuvoso
Faltam materiais, equipamentos e até funcionários para atender de imediato problemas relacionados às chuvas. Falta mão de obra até mesmo para desobstruir ruas.

Uma equipe indicada pelo prefeito eleito de João Monlevade, Dr. Laércio Ribeiro (PT), se prepara

de forma antecipada para a chegada do período chuvoso e elabora um Plano de Emergência

com ações preventivas. O grande desafio será lidar com a falta de equipamentos e mão de obra

para os trabalhos. Portanto, a solução para esses problemas deve ser imediata.

O planejamento teve início a partir de uma reunião ocorrida ainda no final de novembro com

membros da Equipe de Transição representando áreas como Obras, Saúde, Assistência Social,

Meio Ambiente e Jurídico.

Já no início de dezembro, foi a vez dessa comissão se reunir com os atuais membros da Defesa

Civil da Prefeitura de João Monlevade, com representantes de outras secretarias e ainda com o

coordenador de transição indicada pela atual administração, Eduardo Bastos.

Por indicação do Dr. Laércio, estiveram presentes o Coordenador da Comissão de Transição,

Geraldo Giovani; o vice-prefeito eleito, Fabrício Lopes (Avante) e os membros da Comissão de Transição:

Geraldo Amaral, Geraldo Magela (Dindão), José Firmo do Carmo Júnior (Juninho da Cemig),

Nádia Cota Guimarães e Marco Antônio Penido Simas (Marcão).

Futuro governo preocupado

Geraldo Giovani apontou que o encontrou foi solicitado para que os membros da administração

do prefeito eleito Laércio Ribeiro estejam munidos de informados sobre a atual situação e ações

da Coordenadoria da Defesa Civil do município. 'Independentemente se o período de chuva vai ou não cumprir o cronograma histórico, o nosso governo está se preparando para atender a população

da melhor forma possível', falou.

O vice-prefeito eleito, Fabrício Lopes, preocupado com os próximos meses e com o final de ano,

período de muitas chuvas, solicitou que sejam tomadas providências como verificação de

disponibilidade de pessoal, equipamentos, máquinas e veículos e também atualização de

senhas. 'Todas as estruturas da prefeitura serão mobilizadas e preparadas para o

enfrentamento do período chuvoso', frisou.

Defesa Civil

O Coordenador da Comissão de Transição da administração atual, Eduardo Bastos, apresentou

algumas ações da Defesa Civil, dentre elas a preparação para o período dos envolvidos diretos,

que são servidores da Secretaria de Obras e integrantes da Comissão Municipal de Defesa Civil

(COMPDEC). Também foi repassado relatório atualizado a ser utilizado durante as vistorias.

Já o Secretário de Obras, Damião José Teodoro de Castro enfatizou deficiências no setor, como

falta de materiais, equipamentos e até funcionários para atender de imediato problemas

relacionados às chuvas. Conforme o secretário, falta mão de obra até mesmo para desobstruir

as ruas.

Segundo ele a situação seria amenizada com o contrato vigente entre a administração municipal

e a Pontes de Minas - responsável pela limpeza da cidade. Os funcionários da empresa seriam

empenhados para limpeza e varrição das vias.

Ações imediatas

De posse das informações, a equipe indicada por Dr. Laércio estuda as ações que devem ser

colocadas em prática, diante das dificuldades apresentadas. De imediato, os membros da futura

administração devem começar os trabalhos antes do dia 1º de janeiro. Compra de materiais,

equipamentos e aumento de servidores para resposta rápida à população - em caso de necessidade - são outras questões em análise