Desde 1984
Geral
20 de Novembro de 2020
Eleitores trocam 10 dos 15 vereadores
Lorena Silvestre
Vereadores da nova legislatura se reuniram para um café na Câmara Municipal
Os eleitores de João Monlevade decidiram neste domingo (15) trocar dez de seus quinze vereadores. Dois deles já tinham experiências anteriores no Legislativo, enquanto os oito restantes são estreantes na Câmara Municipal.

A ex-secretária de Saúde, Andrea Peixoto Corrêa Martins, a “Andrea da Saúde” (PTB), recebeu 717 votos em sua primeira participação eleitoral. Casada, com curso superior, ela nasceu em 16 de setembro de 1964 na cidade do Rio de Janeiro. Andrea será a única mulher na Câmara, que desde 2013 não contava com representatividade feminina.

Bruno Nepomuceno Braga, o “Bruno Cabeção” (Avante), nasceu a 3 de novembro de 1981 em João Monlevade. É empresário, casado e tem curso superior completo. Concorreu pela primeira vez neste ano e já conseguiu uma cadeira, obtendo 313 votos, sendo o menos votado dentre os eleitos.

Recordista de votos em 2008, Marco Zalém Rita, o “Doró da Saúde” (PSD), volta à Câmara após oito anos. Nascido em 1º de janeiro de 1966 em João Monlevade, ele é servidor público municipal, tem Ensino Médio incompleto e é casado. Nesta eleição, ele conseguiu 619 votos. Além das duas vitórias, ele já havia tentado eleger-se vereador em 2004 e 2016, além de deputado estadual em 2010.

Nove dias depois de Doró, nascia o também monlevadense Percival Geraldo Mariano Machado, o “Dr. Presunto” (PDT). Casado e com Ensino Médio completo, ele se declara artista de circo. Concorrendo pela primeira vez neste ano, ele conquistou 775 votos.

Fernando Linhares Pereira (Democratas) é outro que se elegeu já em sua primeira tentativa, com 449 votos. Casado e com curso superior completo, ele é policial civil, tendo nascido em 11 de outubro de 1983 em João Monlevade. Natural de Viçosa (MG), Gustavo José Dias Maciel (Podemos), nasceu em 13 de agosto de 1982. Ele é empresário, casado e tem curso superior completo. Outro candidato estreante nas eleições, ele conseguiu 394 votos.

Eleito para o Executivo em 2008, o ex-prefeito Gustavo Henrique Prandini de Assis (PTB) chega à Câmara após receber 561 votos. Nascido em 17 de fevereiro de 1977 em Pedro Leopoldo, ele é advogado e divorciado. O mais jovem vereador da próxima Câmara será Marcos Vinícius Martins Dornelas, o “Marquinhos Dornelas” (PDT). Ele nasceu em João Monlevade em 29 de março de 1987, dez dias depois do colega de partido e de Câmara Thiago Titó. Marcos é casado, empresário e tem curso superior completo. Estreante em corridas eleitorais, ele teve o voto de confiança de 424 monlevadenses.

Uma das lideranças da Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) também compõe o novo parlamento municipal. Lieberth Oliveira Silva, o “Pastor Lieberth” (Democratas), nasceu a 3 de março de 1974 em João Monlevade. Casado e com Ensino Médio completo, ele conquistou a preferência de 543 eleitores já em sua primeira eleição.

Rael Alves Gomes (PSDB) disputou as eleições de 2016, quando conquistou a suplência. Quando o vereador Revetrie Teixeira (MDB) se afastou da Câmara por cerca de nove meses, em 2019, ele o substituiu. Nascido em 22 de fevereiro de 1970 em João Monlevade, Rael é comerciante e tem Ensino Fundamental incompleto. Nestas eleições, ele conquistou 806 votos.

Café

Na manhã de ontem (19), os parlamentares eleitos participaram de um café na sede do Legislativo. Eles tiveram a oportunidade de se apresentar aos novos colegas e à imprensa, falando um pouco sobre seus objetivos e atuações. O presidente Leles Pontes (Republicanos), reeleito, conduziu os trabalhos e ofertou uma cópia do regimento interno da Casa. O pastor Lieberth Oliveira (Democratas) ministrou uma oração, e todos recitaram o Pai-Nosso.