Desde 1984
Geral
16 de Outubro de 2020
PT denuncia participação irregular de Carlos Moreira em programa de rádio de Simone
Arquivo JAN
Representação foi feita pela coligação do candidato a vice, Fabrício Lopes, que hoje é vice de Simone, mas adversário da prefeita
Juiz concedeu liminar para retirar propaganda do ar

O Partido dos Trabalhadores (PT) de João Monlevade e a 'Coligação Juntos por Monlevade - Pra cuidar das pessoas' que tem como candidato a prefeito o médico Laércio Ribeiro (PT) e o vice Fabrício Lopes (Avante), representaram na Justiça Eleitoral contra a candidata a prefeita, Simone Moreira (PTB).

Eles alegam no pedido que a participação do marido de Simone, Carlos Moreira, na propaganda eleitoral do rádio, excede o limite permitido a apoiadores, candidatos ou não, que é de 25% do tempo total da coligação no horário eleitoral gratuito. Na decisão liminar, o Juiz Eleitoral, Estevão José Damazo, afirma que “a coligação 'A força que vem do povo' dispõe de 3min e 6s para a propaganda em rede. Logo, poderá ser utilizado com apoiador, o tempo máximo de 46s, que corresponde a 25% do tempo da propaganda”. O juiz aponta que nos programas do dia 12, 13 e 14, “o apoiador falou por cerca de 70s, 60s e 94s, respectivamente, do tempo destinado à propaganda eleitoral da representada”. O que caracteriza propaganda irregular e contraria a lei. O magistrado determinou que a candidata apresente defesa em dois dias e que a Rádio Alternativa (geradora dos programas eleitorais) entregue as gravações dos programas apontados. O juiz ainda determina a imediata suspensão das propagandas citadas na representação.