Desde 1984
Geral
18 de Setembro de 2020
Falta de água em vários bairros repercute na Câmara
Lorena Silvestre
Vereadores debatem falta de água na cidade
A semana foi marcada por várias reclamações sobre a falta de água em diversas bairros de João Monlevade. O assunto repercurtiu na Câmara Municipal. Na reunião desta quarta-feira (16) da Câmara Municipal, o vereador Guilherme Nasser (MDB) denunciou o desabastecimento simultâneo em vários bairros de João Monlevade no último sábado e domingo. “Antes, a gente via a falta de água setorizada, em um bairro ou outro. No último fim de semana, 24 bairros ficaram desabastecidos”, denunciou.

O colega Djalma Bastos (PSD) acrescentou que a Colônia Bom Samaritano, no bairro Laranjeiras, e o presídio, no bairro Baú, também ficaram sem água. Thiago Titó (PDT), por sua vez, relatou o exemplo do bairro Rosário, onde, segundo ele, a água somente entra nas caixas durante a madrugada. Outros bairros, como o Nova Monlevade, José Elói e Santa Bárbara, também ficaram desabastecidos.

Na manhã de ontem (17), várias zonas de João Monlevade ficaram novamente sem água. Em um comunicado expedido pelo Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DAE), foi informado que uma rede adutora se rompeu, prejudicando o fornecimento em 16 bairros. Um morador da rua do Andrade telefonou ao A Notícia reclamando da falta de abastecimento na região central. Segundo ele, a pressão da água costuma diminuir criticamente, todos os dias, por volta das 11 horas.

“Falta é pontual”

Segundo o diretor-geral do DAE, Cleres Roberto Souza, as ocorrências de falta de fornecimento são pontuais, devidas, principalmente, à elevação do consumo nos dias quentes e a eventuais rompimentos na rede. A interrupção de ontem (17), por exemplo, ocorreu por conta de um vazamento em uma tubulação na rua do Andrade, suspeito de roubar pressão na rede, e que já foi reparado no início da tarde, segundo o DAE.

Cleres Souza informou ainda que as equipes do DAE trabalham em três turnos, inclusive, de madrugada, à procura de eventuais defeitos na tubulação, como já foi feito no bairro Rosário. Quanto às declarações de Nasser, Cleres negou veementemente que tenha havido falta generalizada de água, pontuando que as interrupções são momentâneas e localizadas, e que as equipes da autarquia se esforçam para saná-las o quanto antes.