Desde 1984
Geral
11 de Setembro de 2020
Prefeita pode ser substituída por Andrea
Simone ou Andrea: Quem será a candidata da situação
Na véspera para as convenções que vão definir qual será a chapa para disputar as eleições deste ano, marcadas para amanhã (12), ainda é discutido nos bastidores que Andrea Peixoto (PTB), ex-secretária de Saúde, possa ser oficializada pré-candidata a prefeita da situação no lugar de Simone Carvalho (também do PTB).

Apesar das várias afirmações de que a esposa de Carlos Moreira mantém a pré-candidatura à reeleição, o nome de Andrea Peixoto segue forte nos bastidores. Isso, porque ela surge como “salva vidas” ao grupo da prefeita, que tem a imagem desgastada, alta rejeição perante a opinião pública e não se comporta como pré-candidata ao maior cargo político do município.

Fontes ligadas ao governo informam que Simone Carvalho, além do desgaste (ela sempre teve avaliação positiva, soma de ótimo e bom, em torno de 20% em todas as pesquisas realizadas durante seu mandato), não estaria disposta a enfrentar um novo mandato. Durante a pandemia da Covid-19, Simone foi pouco vista na cidade e, pouco foi à Prefeitura. Ela alegou que não poderia sair porque mora com o pai de 89 anos e que está no grupo de risco.

Retorno em agosto

Por outro lado, foi só aproximar o período eleitoral, Simone resolveu circular pela cidade. No início de agosto, ainda na pandemia da Covid-19, a prefeita divulgou fotos em obras custeadas pela Prefeitura e também visitando bairros de periferia. Numa delas, ela foi flagrada fazendo 1 e 4 com as mãos, em alusão ao 14, número de seu partido.

Após várias críticas às suas fotos (inclusive, um processo foi movido contra a prefeita, alegando campanha antecipada), a chefe do Executivo diminuiu muito sua presença nas redes sociais.

As da Prefeitura, em atendimento à legislação eleitoral, foram desativadas e não podem conter postagens neste período.



Cara de pré-candidata

Por outro lado, Andrea da Saúde tem feito um grande trabalho de divulgação nas redes sociais. Em algumas peças, ela sequer afirma a qual cargo pretende concorrer. Em alguns vídeos, aparecem servidores comissionados da Prefeitura. A Notícia apurou que ela tem 40 cabos eleitorais que a apoiam, lotados em vários cargos da administração.

Na Câmara, vereadores, inclusive da oposição, acreditam que Simone Carvalho será definida como pré-candidata a prefeita nas convenções de amanhã. Uma costura estaria sendo feita para que o grupo governista não perca o apoio já declarado de Conceição Winter (Cidadania), anunciada como vice-prefeita na chapa de Simone. Isso, porque teria sido prometido a Winter, que ela será candidata em 2024, em caso de vitória da atual prefeita, que não poderá tentar nova reeleição.

Seis chapas facilitam caminho para o governo

Com cinco chapas já anunciadas para tentar chegar à Prefeitura de João Monlevade, o caminho fica mais fácil para o grupo governista. Hoje, estão como pré-candidatos a prefeito e vice: Railton Franklin (PDT) e Pastor Carlinhos (PL); Láercio Ribeiro (PT) e Fabrício Lopes (Avante); Simone (PTB) e Conceição Winter (Cidadania); Luiz Carlos e Danilo Dias (Patriotas); Delci Couto (PSB) e Werton Santos (PSL).

A sexta chapa pode ser anunciada em breve pelo vereador Djalma Bastos (PSD). Ele fala que o partido dele, por questão estratégica, defende sua pré-candidatura a prefeito. No entanto, Djalma já acertou com Simone, que não sairia candidato contra ela. “Se for contra Andrea, eu sou pré-candidato mesmo numa chapa puro sangue”, afirma.

O que se especula ainda é que toda essa jogada foi desenhada pela dupla Carlos Moreira e Mauri Torres, acreditando que a maior divisão de votos favorece o grupo da situação, que está desgastado e tem alta rejeição da opinião pública.