Desde 1984
Polícia
11 de Setembro de 2020
“Qualquer pessoa pode receber uma nota falsa”, diz motorista levado à delegacia
Imagine pagar uma conta, entregar o dinheiro em espécie e somente aí perceber que uma das notas é falsa. A Polícia é chamada e você acaba detido. Essa situação foi vivida por um transportador de 53 anos em João Monlevade. Na quarta-feira da semana passada (3), ele havia ido a uma casa lotérica na avenida Getúlio Vargas para pagar contas. No entanto, ao conferir o dinheiro, a atendente percebeu que uma das notas, de R$100,00, era falsa. Ela chamou a polícia, e o homem foi conduzido ao quartel da Polícia Militar, e depois à Delegacia de Polícia Civil para esclarecimentos.

Nesta semana, o A Notícia conversou com o transportador que foi parar na delegacia por conta de uma cédula falsa. O motorista, de 53 anos, pediu para não ser identificado e contou que havia recebido a cédula após realizar um frete, serviço com o qual trabalha há muitos anos e que o fez ser conhecido e respeitado na cidade. No quartel, foi lavrado um boletim de ocorrências, e a cédula foi recolhida na Delegacia de Polícia Civil. Ele não recebeu voz de prisão, mas falou do constrangimento da situação.

O transportador ressalta que “como aconteceu comigo, essa situação poderia ter acontecido com qualquer pessoa, de boa-fé”. Ele relata ter pedido à lotérica um documento para saber o que seria feito com a sua nota. Um sobrinho que trabalha em um banco lhe informou que o procedimento adotado é recolher a cédula e enviá-la ao Banco Central para perícia.

De acordo com o artigo 289 do Código Penal, o crime de moeda falsa é punido com pena de três a doze anos de prisão. No entanto, segundo o delegado regional de Polícia Civil, Paulo Tavares, a definição sobre se houve crime ou boa-fé passa por “critérios objetivos e subjetivos. Deve-se analisar as provas e as circunstâncias”. Ele recomenda que o público se atente às características de segurança da cédula e ressalta que o dinheiro falsificado pode vir até de terminais eletrônicos de bancos.