Desde 1984
Geral
06 de Agosto de 2020
Vereadores deixam plenário mais cedo na primeira reunião após recesso
João Vitor Simão
Por falta de Quórum, encontro foi encerrado antes do previsto

A primeira sessão do semestre da Câmara Municipal, realizada nesta quarta-feira (5), após o recesso dos vereadores, terminou antes do previsto. A ausência de vários parlamentares levou o presidente Leles Pontes (Republicanos) a encerrar a reunião logo após a tribuna de vereadores. O tempo de liderança não aconteceu, pois não havia em plenário o quórum mínimo de oito vereadores exigido pelo regulamento.

Por conta disso, Leles determinou o encerramento dos trabalhos e o cancelamento do restante da reunião. Belmar Diniz (PT), um dos vereadores que estava em plenário, tentou demover o presidente de sua decisão, argumentando que ainda havia assuntos a serem tratados. Thiago Titó (PDT) foi outro que queria prosseguir com os debates. Leles Pontes até considerou voltar atrás e continuar com a reunião “por democracia”, mas o líder de governo, Sinval Dias (PSDB), rebateu, dizendo que Leles não poderia voltar atrás naquilo que já havia determinado. Por fim, foi feita a chamada final e os vereadores foram dispensados.

A ordem do dia, em que os projetos de lei e resoluções são votados, já havia sido realizada, graças a um pedido de inversão de pauta feito por Toninho Eletricista (PTB), havendo apenas a leitura de um anteprojeto.