Desde 1984
Geral
24 de Julho de 2020
Monlevade investiu R$2,2 milhões contra Covid-19
Erivelton Braz
Desse montante, segundo a administração, destacamse os repasses ao Hospital Margarida que somam, aproximadamente, R$1,7 milhão.
A Prefeitura de João Monlevade informa que já investiu R$2,2 milhões no enfrentamento ao coronavírus. Desse montante, segundo a administração, destacam-se os repasses ao Hospital Margarida que somam, aproximadamente, R$1,7 milhão. Além disso, a Prefeitura de João Monlevade afirma que mantém convênios com o Hospital fazendo repasses mensais. Neste ano, a Prefeitura já repassou ao Hospital R$5.809.900,00.

O município recebeu cerca de R$17 milhões do Governo Federal para combater a doença, por meio de repasses via Ministério da Saúde. No dia primeiro de julho, foi publicado no Diário Oficial que a cidade receberia R$6.974.508,00 para combater o coronavírus. Os recursos devem ser destinados ao custeio das ações e serviços de saúde para o enfrentamento da emergência de saúde pública, decorrente da Covid-19. Em maio deste ano, também foi anunciado o repasse de R$9.568.427,50, do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus do Governo Federal.

Na semana passada, o deputado estadual Tito Torres (PSDB) também anunciou que João Monlevade foi contemplada com mais recursos destinados pelo deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB), por intermédio de Tito. A ordem bancária para repasse de mais R$2,1 milhão já foi confirmada. Os investimentos deverão ser aplicados em ações de saúde para combater a pandemia do novo coronavírus. Os recursos serão repassados para o Fundo Municipal de Saúde , após pedido de apoio ao deputado Tito Torres. Além de Monlevade, Itabira, Santa Bárbara, Nova Era e Sem Peixe também receberam recursos que totalizam R$3,6 milhões para a região. Todas as cidades integram a base política dos deputados.

Ações integradas

Segundo a Prefeitura, a cidade está conseguindo vencer o coronavírus com ações integradas. “A prefeita Simone Carvalho (PTB) tomou decisões importantes, desde o início da pandemia, sempre ouvindo especialistas de todas as áreas e pessoas técnicas e mantendo contato constante com esses profissionais”, diz nota da administração.

No texto, a prefeita destaca que “com base nas medidas sanitárias de prevenção ao coronavírus e em diálogo com a Associação Médica, o Hospital Margarida, a Secretaria de Saúde, o Ministério Público, o Governo do Estado, entre outros, e com o apoio da comunidade estamos vencendo essa doença. Agradeço a todos e peço que continuem tomando as medidas de precaução para, em breve, juntos, superarmos tudo isso”, disse Simone Carvalho. A Prefeitura também destaca nesta semana que a cidade é a segunda com menos óbitos por Covid-19 no Estado, na faixa de 80 mil habitantes.

Estrutura de CTI

A Prefeitura afirma que João Monlevade é um dos poucos municípios do interior que têm CTI. Implantados no Hospital Margarida, os leitos são extremamente importantes para salvar vidas, sendo fundamentais no combate ao coronavírus. O atual provedor do hospital, José Alberto Grijó, afirma que “o Hospital Margarida é referência no Médio Piracicaba e atende a uma população estimada em 150 mil pessoas dos municípios de João Monlevade, Rio Piracicaba, Bela Vista de Minas, Nova Era e São Domingos do Prata, além de acidentados das BRs 381 e 262. Temos hoje uma ala exclusiva para atendimento de casos de síndrome respiratória aguda grave. Além disso, em parceria com a ArcelorMittal, mantemos um andar dedicado ao atendimento a pacientes diagnosticados com Covid-19 e que necessitam de internação. Nesse andar, são 10 leitos de CTI, 14 de enfermaria, 5 de UTI e 3 leitos de enfermaria no ambulatório. Desde a inauguração do CTI, já foram atendidas mais de 3 mil pessoas. Agradeço a atuação da Prefeitura de João Monlevade, o apoio da ArcelorMittal, da iniciativa privada e da comunidade”, disse. O convênio com a ArcelorMittal termina no fim do mês de agosto.