Desde 1984
Geral
03 de Julho de 2020
Codema aprova obra de ligação da Rodrigues Alves com a Alberto Lima
João Victor Simão
Reunião aprovou movimentação de terra para criação de nova via
Em reunião extraordinária realizada nesta quarta-feira (1), o Conselho Municipal de Meio Ambiente (Codema) deu sinal verde para início das obras de ligação da avenida Rodrigues Alves, no bairro República, à avenida Alberto Lima, no bairro Sion. O órgão aprovou a movimentação de terras para a abertura da nova avenida.

Segundo apurado pelo A Notícia, a obra de extensão não terá custos para o município. De acordo com o assessor da Secretaria de Planejamento, Eduardo Bastos, os serviços serão totalmente financiados pela família Bicalho, proprietária do terreno, tendo à frente José Márcio Bicalho Filho, que já contratou uma empresa para executar o serviço, segundo Bastos.

Agora, faltam as aprovações dos projetos de distribuição de água, feito junto ao Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DAE), e os projetos de pavimentação e drenagem, protocolados junto à Secretaria de Obras. Posteriormente, deve ser criado um loteamento com cerca de 190 lotes em cada um dos lados da extensão da via.

Nova avenida

A via, segundo apresentado na reunião, terá 1,3 quilômetro de extensão e vinte metros de largura. De acordo com a secretária municipal de Meio Ambiente, Fernanda Ávila, a intenção dos proprietários é entregar a via ao Executivo e abri-la ao fluxo de veículos até a próxima temporada de chuvas. De acordo com Fernanda, o projeto de impacto ambiental já está pronto e entregue à Secretaria. As duas nascentes na área serão preservadas, e a vegetação a ser retirada é arbustiva e invasora, conforme explicou a secretária.

Fernanda Ávila garantiu que, segundo o projeto, não haverá descida de terra com as chuvas, já que os responsáveis devem fazer obras de contenção da lama. Para ela, a extensão não deve aumentar as enchentes nas avenidas Rodrigues Alves, Castelo Branco e região central. “De forma nenhuma, nós não podemos nem pensar que vai haver uma questão de alagamento na cidade, e essas caixas de contenção são a prioridade principal”, afirmou a secretária.