Desde 1984
Brasil e o Mundo
18 de Maio de 2020
Coronavírus: Barreiras sanitárias são instaladas em dez pontos de BH
DO JORNAL O TEMPO

Motoristas serão abordados para responder a questionários e passar por medição corporal; confira os endereços das barreiras em funcionamento

Agentes da BHTrans, da Guarda Civil Municipal e da Secretaria Municipal de Saúde participam da implantação de barreiras sanitárias, criadas para a prevenção ao novo coronavírus, em vários pontos de Belo Horizonte. Dez das 18 barreiras anunciadas pela prefeitura na última semana começaram a funcionar às 7h desta segunda-feira (18).

Na avenida Amazonas, próximo ao viaduto do Anel Rodoviário, dois agentes da BHTrans montaram a barreira sanitária com cones, destinando um espaço da via para a abordagem dos motoristas. Profissionais da saúde fazem a escuta de condutores e passageiros, e guardas municipais prestam apoio à operação.

Eles solicitam a parada de carros e motos aleatórios e aplicam um questionário aos ocupantes, para rastreamento clínico. Eles perguntam, por exemplo, se a pessoa teve contato com algum paciente com suspeita ou confirmação de Covid-19 e se apresentou sintomas como dor de garganta, tosse e perda de olfato e paladar. Eles ainda medem a temperatura corporal dos abordados. Toda a ação dura menos de um minuto.

A secretária Adriana Maria de Jesus, de 45 anos, foi abordada e aprovou a iniciativa da prefeitura. “Eu achei interessante, soube que ia haver essa abordagem em pontos estratégicos e já estava preparada. É importante para a prevenção, porque, às vezes, a gente não está sentindo nada, e a temperatura alta é um alerta”, afirma, destacando que tem adotado todos os cuidados para a prevenção da doença. “O álcool em gel está sempre comigo, chego ao trabalho e lavo as mãos. São hábitos que tenho há muito tempo e que agora passo para a frente”, diz.

O comerciante Rodnei Faria, de 25 anos, também gostou da ideia das barreiras sanitárias. “Está havendo um crescimento de casos em Minas e no Brasil, e esse tipo de medida é importante para controlar a doença. Todos devem se cuidar e cuidar dos outros”, pontua.

Quem apresenta suspeita de infecção pelo novo coronavírus recebe uma ficha de encaminhamento com a recomendação de procurar uma unidade de saúde específica na capital. Se houver recusa ou desobediência por parte dos abordados durante o procedimento, a força policial pode ser solicitada.

Confira os dez pontos das barreiras sanitárias

Avenida Amazonas, próximo ao Viaduto do Anel Rodoviário

Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, próximo à rua Conde Pereira Carneiro

Avenida Civilização, próximo à rua dos Menezes

Avenida Dom Pedro I, próximo à rua Bernardo Ferreira da Cruz

Avenida Cristiano Machado, próximo à rua das Gabirobas

Avenida José Cândido da Silveira, no trecho entre a MG–05 e rua José Moreira Barbosa

Rua Jornalista Djalma Andrade, próximo à avenida Dr. Marco Paulo Simon Jardim

Avenida Raja Gabaglia, próximo à rua Parentis

Avenida Nossa Senhora do Carmo, no trecho Belvedere

Rua Haiti, no trecho entre a avenida Presidente Eurico Dutra e rua Patagônia