Desde 1984
Polícia
13 de Março de 2020
Consep busca parcerias para presídio regional
Erivelton Braz
Reunião do Consep debateu, entre outros assuntos, melhorias no presídio
Com área doada pela ArcelorMittal em 2008, projeto ainda não saiu do papel



O Conselho Comunitário de Segurança Pública - Setor 1 (Consep) anunciou que busca parcerias para tirar do papel o projeto para a construção de um presídio regional em João Monlevade. A área, entre Rio Piracicaba e João Monlevade, foi cedida pela ArcelorMittal em 2008 e, desde então, não houve avanços para o espaço destinado aos detentos. Participaram da reunião o Comandante da 17° Companhia Independente da Polícia Militar, Tenente Coronel Fábio Barcelos, o promotor Guilherme Germano, além da Procuradora Jurídica, Racíbia Moura, entre outros representantes de entidades.

Durante reunião na tarde da última sexta-feira (6), o assunto foi abordado a partir das dificuldades apresentadas por representantes do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (DEPEN- MG) que trata da unidade prisional do município. Eles falaram do alto número de presos com problemas respiratórios, devido à qualidade do ar e também falaram do espaço precário. “O local onde funciona o presídio não é o adequado e há uma área doada pela ArcelorMittal em 2008, de 500m² para a construção de um presídio com alas feminina e masculina”, disse o presidente do Consep, Saulo Amaral. Para ele, a entidade vai buscar parcerias e sensibilizar o estado para a construção do presídio.

O Consep também apresentou projeto para a implantação de uma lavanderia no presídio de João Monlevade, para evitar a proliferação de bactérias e evitar deslocamentos de detentos para Postos de Saúde, em razão de problemas de saúde. O Consep vai doar equipamentos para o espaço, como máquinas de lavar industriais. Uma das maiores demandas da administração prisional está em levar presos ao médico, porque depende de agentes e de viaturas.

IML

A continuidade do projeto do novo Intituto Médico Legal (IML) de João Monlevade também foi debatida na reunião do Consep. Para seguir em frente, o projeto do Consep depende apenas de uma minuta do Governo do Estado para ser instalado em um imóvel cedido pela Prefeitura, ao lado do prédio onde funciona a Policlínica (antigo PA). Os vereadores aprovaram a Lei Municipal 2.330/ 2019, no ano passado, concedendo a cessão de uso do imóvel para o Estado.

O presidente Saulo informou ainda que já solicitou formalmente à Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Piracicaba (AMEPI), a colaboração através da elaboração dos projetos necessários ao funcionamento do IML. Porém, o ano eleitoral deve dificultar a liberação do documento.