Desde 1984
Geral
23 de Fevereiro de 2020
Aluguel do Velório vai parar no MP
Márcio Passos
Prédio no bairro Santa Bárbara foi alugado para abrigar funerais
O aluguel de um espaço provisório para abrigar o Velório Municipal promete dar dor de cabeça à prefeita Simone Carvalho (PSDB). O advogado Gleidson Caetano protocolou uma ação no Ministério Público da comarca de João Monlevade contra a prefeita por improbidade administrativa. Baseando-se na reportagem do <strong>A Notícia</strong> publicada nesta sexta-feira (21), Caetano argumenta que a Prefeitura alugou um prédio que não existe em seus próprios registros, já que o número 7284 da avenida Getúlio Vargas está inscrito como um lote vago, o que repercutiria na arrecadação do IPTU. Além disso, a representação assinala que o município locou o andar térreo pagando R$7 mil, o valor do aluguel do edifício inteiro, enquanto a área realmente utilizada tem avaliação de R$3,9 mil. O texto aponta que a chefe do Executivo 'não se atentou ao preço do aluguel nem às condições documentais do imóvel'. O processo pode resultar na perda do mandato e dos direitos políticos de Simone e na sua inelegibilidade, mesmo se ela se reeleger em outubro.