Desde 1984
Polícia
10 de Fevereiro de 2020
Grávida denuncia irmão de Carlos Moreira por ameaça, assédio e perseguição
Mulher consegue medida protetiva na Justiça

O irmão do ex-prefeito de João Monlevade Carlos Moreira, Hélio Carlos Moreira, de 55 anos, foi denunciado à Polícia Civil por ameaçar, perseguir e assediar uma mulher de 28 anos, grávida de oito meses. Nayara Joana Cândido de Andrade, neta do lendário jogador de futebol Cândido, procurou a Polícia, registrou dois boletins de ocorrência e fez uma representação contra Hélio. Ela esteve na rádio Comunicativa onde contou o caso e também procurou a redação do A Notícia para relatar que Hélio Carlos a perturba há tempos, porque ela não quer ter um relacionamento amoroso com ele.

A história entre Nayara Joana e Hélio Moreira começou em 2016, quando se conheceram. Os dois começaram então uma amizade, e um passou a frequentar a casa do outro. Devido ao relacionamento de amizade, segundo Nayara, toda a família votou na prefeita Simone Carvalho, cunhada de Hélio, nas eleições daquele ano. Além disso, já tendo conquistado a confiança da jovem, Hélio decidiu pagar um curso técnico em uma escola particular da cidade para ela, e também marcar consultas médicas para a família na Prefeitura.

Segundo Nayara, com o passar do tempo, Hélio demonstrou interesse em namorá-la, mas ela estava em outro relacionamento e rejeitou as investidas do homem, 28 anos mais velho que ela. Então, de acordo com a denunciante, ele passou a seguir os passos dela e a questioná-la sempre que conversava com alguém que ele não gostasse, especialmente com homens.

Ao mesmo tempo, relata a jovem, Hélio Moreira começou a dizer para amigos e vizinhos que eles estavam tendo um relacionamento, o que ela nega veementemente. Hélio Carlos chegou a procurar o namorado de Nayara, segundo ela, para depreciá-la, chamando-a de interesseira e outros adjetivos pejorativos.

Ameaças

Nayara conta também que Hélio envia mensagens de celular contraditórias: ora com juras de amor e promessas de vida a dois, ora com obscenidades e até ameaças de morte, usando palavrões e afirmando que a jovem seria uma prostituta. Em outra ocasião, ele ameaçou cometer suicídio se a jovem se afastasse dele. Por isso, ela conta que continuava mantendo contato com o homem, na esperança de que ele se estabilizasse emocionalmente e a deixasse em paz.

No entanto, segundo Nayara, o comportamento de Hélio continuou e com mais violência. De acordo com ela, ele passou a fotografar a casa dela e a persegui-la no trabalho, pedindo aos colegas que o ajudassem a conquistá-la. Segundo Nayara, o homem dizia que, por ser irmão do ex-prefeito Carlos Moreira, ele faria com que ela não conseguisse mais agendar consultas médicas, e que ele poderia fazer o que quisesse, já que teria as “costas quentes”. Ele também é funcionário da Rádio Educativa Global FM, da qual o irmão é diretor e que é gerenciada pela Fundação Germin Loureiro.

Mais violência

De acordo com Nayara, numa ocasião, ele atirou um copo de vidro na direção do rosto dela. Certa vez, ainda segundo a mulher, ele chegou a buscar a filha dela, à época com 3 anos, na escola sem sua permissão. Depois disso, o homem telefonou à jovem, dizendo que, se quisesse fazer algum mal à menina, já o teria cometido.

Vizinhos do homem advertiam a jovem para que ela não mantivesse contato com Hélio, já que ele teria um desequilíbrio psíquico. Segundo Nayara, a própria ex-esposa de Hélio Moreira chegou a dizer a ela que ele faz uso de medicamentos psiquiátricos e a agredia. O rompimento definitivo da amizade entre os dois veio quando Hélio, segundo o relato de Nayara, a agarrou e tentou forçar um ato sexual. Ela conseguiu desvencilhar-se e fugiu.

Denúncia

Nayara conta que perdeu a paciência e decidiu procurar a polícia, registrando dois boletins de ocorrência e uma representação nesta semana, contra Hélio Moreira. Ela teme por sua vida, da filha e do bebê que está esperando. Nayara diz que chegou até a procurar o ex-prefeito Carlos Moreira para pedir que Hélio a deixasse em paz, mas não obteve resposta. Ontem (6), a Justiça concedeu uma medida protetiva a favor da jovem.

Hélio

Ao A Notícia, Hélio Carlos Moreira negou todas as acusações. Num primeiro momento, ele disse que não falaria sobre o assunto, pois estava trabalhando. Mas depois alegou que ele ajudou muito Nayara e que ela não poderia falar coisas que não existiram. Convidado a dar mais detalhes sobre a sua versão dos fatos, ele disse que entraria em contato, o que não ocorreu até o fechamento desta edição.