Região
30 de julho de 2018

Cemitério é invadido em Itabira e sepulturas são violadas

Thales Benício
Cemitério do Cruzeiro foi alvo de bandidos em Itabira

Segundo zelador, pessoas invadem o local para usar drogas e praticar sexo

Um zelador do Cemitério do Cruzeiro, na região central de Itabira, acionou a Polícia Militar na manhã do último domingo (29) após chegar ao local e se deparar com o cadeado do portão arrombado, assim como a porta de um quartinho de ferramentas. Segundo o zelador, várias ferramentas foram furtadas e sepulturas foram violadas.
Wilson Alves Couto, de 59 anos, que presta serviços voluntários no cemitério, não soube apontar nenhum suspeito da ação, mas relatou que vários túmulos já foram violados no local e que, frequentemente, o cemitério é usado para o uso de drogas e prática de sexo.
Diante dos relatos, a PM registrou a ocorrência e a encaminhou para a Delegacia de Polícia Civil, que irá investigar o caso. Os policiais procuraram por câmeras de segurança das residências vizinhas ao cemitério, mas não conseguiram nenhuma imagem que tenha flagrado a ação dos criminosos.