Policia
1 de junho de 2018

Polícias Militar e Rodoviária dissipam paralisação em João Monlevade

Luiz Ernesto
Policiais militares e rodoviários estiveram no trecho local e o fluxo de caminhões

Dezenas de policiais militares e rodoviários dissiparam as paralisações feitas por caminhoneiros na BR-381 em João Monlevade, próximo aos postos de combustíveis da Rede Graal, no fim da tarde da última quarta-feira (30).
Após realizar a escolta de diversos caminhões de combustíveis que passaram pelo trecho, em sentido a Belo Horizonte, os policiais permaneceram na rodovia e garantiram o fluxo de veículos nos dois sentidos, inclusive, a saída de caminhoneiros que aderiram às manifestações, mas que pretendiam sair do local e eram impedidos pelos colegas, que queriam manter a greve.
Alguns caminhoneiros que estavam no ponto de paralisação tentaram impedir a passagem dos veículos e gritaram palavras de ordem, irritados com a desistência dos colegas, mas a força policial garantiu a ordem no local. As barricadas feitas na pista para impedir a passagem dos veículos foram retiradas pela polícia e alguns caminhões de gás e de combustíveis que haviam sido barrados pelos manifestantes e estavam estacionados às margens da BR também foram liberados.
Um dos caminhoneiros que demonstrava revolta com a situação e com o possível fim da greve desabafou sobre a atitude daqueles que não apoiavam o movimento. "Nunca mais vou fazer manifestação nenhuma. O povo brasileiro não merece nossa luta, nosso esforço. Estamos aqui há dez dias, passando por várias dificuldades, para isso? Para ver que as pessoas e muitos colegas da estrada não estão nem aí. Muitos só pensam em si e só querem abastecer seus carros. Juro que nunca mais participo de manifesto nenhum", desabafou, indignado.
De acordo com informações da Polícia Militar, a presença deles no local era um suporte dado à Polícia Rodoviária Federal e o objetivo era preservar a integridade física de todos, inclusive dos caminhoneiros que queriam seguir viagem.
Na manhã de ontem (31), não havia mais caminhões no trecho.