Geral
16 de maio de 2018

Câmara celebra o Bicentenário de Jean Monlevade e homenageia personalidades


A Câmara Municipal de João Mopnlevade celebrou, na noite de segunda-feira (14), o Jubileu de 200 anos da chegada do engenheiro francês Jean Antoine Félix Dissandes de Monlevade ao Brasil e, posteriormente, à região do Médio Piracicaba. As atividades alusivas ao Bicentenário tiveram início em maio de 2017, em parceria com a Prefeitura, através da Fundação Casa de Cultura e da Secretaria de Educação de escritores e historiadores e de alunos de escolas públicas e particulares do município.

A solenidade, realizada em comemoração ao Dia de João Monlevade, instituído pela Lei nº 2.207, de abril de 2017, surgiu a partir de um projeto de lei de iniciativa dos vereadores Toninho Eletricista (PHS) e Vanderlei Miranda (PR). O objetivo da proposição foi homenagear o precursor da siderurgia brasileira.

O evento foi realizado no Plenário do Legislativo. O presidente da Casa, Djalma Bastos (PSD), presidiu a solenidade acompanhado pelos vereadores autores da proposição da prefeita Simone Carvalho (PSDB) do deputado estadual Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho – PDT) e do diretor da ArcelorMittal Monlevade, Marco Antônio de Macedo Bosco. Também estiveram presentes os vereadores Lelê do Fraga, Cláudio Cebolinha (ambos do PTB), Fábio da Prohetel (PP), Gentil Bicalho (PT), Leles Pontes (PRB), Tonhão (PHS), Guilherme Nasser, Sinval Dias (ambos do PSDB), Revetrie Teixeira (MDB) e Thiago Titó (PDT). Belmar Diniz (PT) e Pastor Carlinhos (MDB) justificaram ausência devido a compromissos já assumidos. Ainda marcaram presença o ex-prefeito Carlos Ezequiel Moreira o ex-vereador e ex-vice-prefeito Railton Franklin Silva os ex-vereadores Telles de Assis Guimarães e Carlos Alberto da Silva Gomes e o PM Anderson Eustáquio David, representando o comandante da 17ª Cia. Independente de Polícia Militar, tenente coronel PM Fábio Barcelos de Barros.

Hino

Na abertura do evento, os alunos da Escola Municipal Professora Cicinha Moura Simon cantaram o Hino de João Monlevade. Em seguida, foram apresentadas ao público as atividades realizadas pela Câmara, juntamente com os parceiros, em alusão ao Bicentenário como o lançamento da página do Legislativo monlevadense nas redes sociais edições especiais do Regimento Interno e da Cartilha do Legislativo lançamento do selo comemorativo ao Bicentenário utilizado nas correspondências expedidas pela Casa plotagem das paredes ao fundo do Plenário visitas guiadas de alunos do Ensino Fundamental I de escolas públicas e particulares do município ao Solar Monlevade e ao Cemitério Histórico desfile de 7 de Setembro, promovido pela Prefeitura, em alusão ao Bicentenário entre outras. A solenidade também contou com a apresentação de uma paródia em homenagem a Jean Monlevade interpretada por estudantes da Escola Estadual Louis Ensch.

Medalha Jean Monlevade

O momento mais alto da solenidade foi a entrega da Medalha Jean Monlevade. A honraria visa homenagear pessoas com atuação de destaque na comunidade que contribuem para o desenvolvimento de João Monlevade. Este ano, os agraciados com a medalha foram Joaquim Gonçalves Costa Neto, Maria Eustáquia Freitas dos Reis e Rodolpho Passos. A escolha dos homenageados foi feita por uma comissão especial formada por cidadãos de diferentes setores da sociedade, sendo: Ana Elizabeth de Oliveira Santos (área social) Maria Trindade Leite (educação) Francisco de Paula Santos (ativista cultural) Carlos Augusto Arthuso (comercial/empresarial) Francisco Bernardino Santos (esporte) Eduardo Bastos (Prefeitura) e Regina Coeli de Souza Martins (Câmara).

Após a entrega das medalhas, a prefeita Simone Carvalho, juntamente com a diretora presidente da Casa de Cultura, Claira Ferreira, assinou a autorização de publicação do edital referente ao Festival da Canção alusivo ao Bicentenário. O festival será realizado no dia 30 de junho e as inscrições tiveram início hoje, 16, e se estendem até o dia 15 de junho.

No momento dos discursos, o primeiro a falar foi o vereador Toninho Eletricista. Ele agradeceu a efetiva participação do deputado Nozinho na criação da lei que institui o Dia de João Monlevade. “A iniciativa foi de Nozinho, a quem coube apresentar na Assembleia Legislativa o projeto criando em Minas Gerais o Dia de João Monlevade. Em ato contínuo, o deputado procurou a mim e ao vereador Vanderlei Miranda sugerindo que apresentássemos uma proposição na Câmara nesse mesmo sentido”, explicou. Toninho também agradeceu à contribuição de todos os parceiros para tornar o projeto uma realidade. “Por fim, parabenizo aos nossos homenageados que muito contribuíram para o desenvolvimento social e econômico de nossa cidade e hoje fazem parte da história”, concluiu.

Já o vereador Vanderlei Miranda enalteceu o trabalho conjunto desenvolvido com Toninho e o apoio da presidência da Casa para que o projeto fosse adiante. “Agradeço ao presidente Djalma Bastos que abraçou nossa ideia e aos servidores da Casa que não mediram esforços para promover o evento de hoje. Parabenizo ainda a comissão que foi responsável pela escolha dos homenageados. O zelo e a atenção de cada um da comissão foram primordiais para o sucesso dessa noite. Não posso deixar de parabenizar aos nossos homenageados, pessoas que muito contribuem para a nossa cidade e que, em suas respectivas áreas de atuação, desenvolvem um importante trabalho junto à comunidade”, destacou.

A prefeita Simone Carvalho parabenizou à Câmara e a todos os parceiros pelo trabalho desenvolvido. “Nossa cidade é promissora e berço de gente empreendedora que, como Jean Monlevade, visa o progresso de uma sociedade. Parabéns a todos que contribuem de forma eficaz para o desenvolvimento de nossa João Monlevade”, afirmou.

Por fim, o presidente Djalma Bastos parabenizou aos vereadores pela iniciativa e se disse emocionado com a realização do evento. “Uma data tão importante quanto esta merece uma comemoração à altura e me sinto muito emocionado de participar com vocês desse momento. Agradeço a cada um que, desde o início, não mediu esforços para fazermos um grande trabalho e deixar esse evento eternizado na história de João Monlevade”, declarou.

O evento foi encerrado com a apresentação do Grupo de Câmara da Orquestra Big Band, que este ano completa 20 anos de fundação.

Histórico dos Homenageados

Joaquim Costa Neto nasceu em Ouro Preto em 1965 e mudou-se para Monlevade em 1992. Sua carreira foi toda construída em torno da Engenharia e da Metalurgia, desde 1982, quando se formou técnico em Metalurgia, passando pela graduação em Engenharia Metalúrgica e pelo Mestrado e Doutorado em Engenharia Mecânica. Trabalha há 26 anos na Usina de Monlevade onde, atualmente, exerce o cargo de Gerente Técnico de Engenharia de Produtos. Joaquim também é coordenador local do Grupo Pró-Voluntário, uma iniciativa da empresa para promover o voluntariado entre os empregados e organizar ações na comunidade. É, ainda, membro do Rotary Club João Monlevade, entidade da qual já foi presidente. Joaquim é casado com a pediatra Suzana Costa e pai de Mariana.

Maria Eustáquia é monlevadense nascida em maio de 1953. É técnica em Administração e técnica em Contabilidade. Há 24 anos, Eustáquia participa das atividades da catequese da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, onde atua como catequista de iniciação infantil e de adultos. Desde 2010, atua como coordenadora paroquial. Eustáquia também é membro da Escola de Pais há 28 anos onde desenvolve diversas atividades como debates e palestras para pais e jovens em escolas e centros comunitários. Foi presidente da entidade no biênio 2015/2016. Atuou de forma voluntária na Escola Municipal Cônego José Higino de Freitas por dois anos onde deu aulas de arte e pintura em tecido. Eustáquia é casada com Custódio Gonçalves e mãe de Alisson Mateus.

Rodolpho Passos nasceu em Nova Lima e veio para Monlevade aos 16 anos de idade, em 1950, ano em que ingressou na então Companhia Siderúrgica Belgo Mineira. É casado há 58 anos com Neusa Nunes Passos com quem tem seis filhos e quatro netos. Em 1963, movido pelo espírito empreendedor, fundou a Esmetal, empresa do qual é diretor presidente e que tem como sócios o irmão Raimundo Passos e a filha Simone Passos Weidig. Sua atuação á frente da Esmetal tem o levado ao reconhecimento da sociedade. Foi homenageado como “Empresário do Ano” pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em 1988 e em 2004 pela Associação Comercial e Industrial de Monlevade (Acimon). Em 2003, recebeu a Medalha da Inconfidência e em 2014 foi homenageado com a Medalha de Pioneiro Industrial na comemoração dos 50 anos da Acimon.