Brasil e Mundo
16 de abril de 2018

Ex-diretor do FBI diz que Trump é moralmente incapaz de ser presidente

Reprodução

DO G1

Na primeira entrevista após ser demitido, James Comey disse ter evidências de que o presidente dos EUA cometeu obstrução de Justiça. Em livro, ele detalha conversas com o presidente e o compara a um chefe de máfia.

O ex-diretor da polícia federal americana (FBI) James Comey afirmou neste domingo (15) que o presidente norte-americano, Donald Trump, é “moralmente incapaz” de ocupar o cargo e que trata mulheres como “pedaços de carne”.

Comey, que também lança o livro "A Higher Loyalty", com acusações contra Trump, declarou ainda que o presidente mente constantemente e que praticou obstrução de Justiça na investigação sobre a interferência da Rússia na eleição de 2016.

As declarações foram dadas ao programa 20/20, da rede americana ABC, em sua primeira entrevista à TV desde que foi demitido por Trump, no ano passado.

"Eu não compro a ideia sobre ele ser mentalmente incompetente ou ter estágios iniciais de demência. Ele me parece uma pessoa de inteligência acima da média que acompanha as conversas e sabe o que está acontecendo. Eu não acho que ele seja clinicamente incapaz de ser presidente. Eu acho que ele é moralmente incapaz de ser presidente."