Geral
12 de março de 2018

Buracos tomam conta de João Monlevade

Divulgação
Enorme buraco coloca prédio em risco na avenida Rodrigues Alves

Diversas crateras se abriram na cidade durante período chuvoso

Neste período de intensas chuvas de fim do verão, diversos buracos tomam conta de João Monlevade. Em alguns locais, crateras profundas impedem o trânsito em ruas e avenidas e colocam em risco a integridade física de pedestres e motoristas.
Além das já conhecidas crateras da avenida Rodrigues Alves, no bairro República, há enormes buracos nas ruas Nereu Ramos e Afonso Pena, no mesmo bairro. O mesmo ocorre em uma via de intenso trânsito de veículos, a avenida Getúlio Vargas, na altura do bairro Belmonte, onde se abriu um enorme buraco, que de forma inusitada, está bem em frente à sede da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e de Obras.
As reclamações sobre os buracos por toda a cidade tomam conta das redes sociais. Nos últimos dias, diversas postagens de monlevadenses criticaram a situação precária de ruas e avenidas da cidade. Em uma delas, o perito Célio Lima se mostrou indignado com a situação e informou que teve prejuízos em virtude de um incidente ocorrido com seu veículo, devido ao buraco em frente à Secretaria de Serviços Urbanos. "Gostaria de saber a quem devo procurar na administração para ressarcir meus prejuízos, pois tive a suspensão e uma roda do meu carro destruídas ao passar pelo buraco em frente ao DVO. Isso é um absurdo", desabafou.
A moradora de um prédio que fica no fim da avenida Rodrigues Alves, bem ao lado da enorme cratera que se abriu devido ao rompimento de um canal, enviou mensagens ao jornal A Notícia nesta segunda-feira (12), solicitando que mais matérias fossem feitas em relação ao ocorrido já que, segundo ela, as obras de reparo no local estão paradas. "Continuem divulgando a nossa situação. A obra está parada. O risco é muito grande aqui", afirmou. A Defesa Civil interditou o imóvel e notificou as famílias, solicitando que elas deixassem o prédio.
Questionada sobre a previsão para os reparos das crateras na última sexta-feira (9), a Prefeitura não se manifestou até a tarde desta segunda-feira.