Você está em Notícia / GERAL /
Geral
8 de setembro de 2017
Liberação de Estação de Tratamento de Esgoto ainda depende da Supram
Divulgação
Comitiva de João Monlevade durante visita à Supram, em Governador Valadares
As duas estações de tratamento de esgoto de João Monlevade, as ETE’s Carneirinhos e Cruzeiro Celeste, ainda dependem de licenças para funcionar. Há quase dois anos, a Prefeitura Municipal tenta liberar os documentos junto à Superintendência Regional de Regularização Ambiental (Supram-leste), em Governador Valadares.
A ETE Cruzeiro Celeste está pronta para funcionar, mas depende da licença de operação. Ela vai tratar cerca de 30% do Esgoto Sanitário de João Monlevade e atender a 22 bairros. Já a ETE Carneirinhos, que começou a ser construída em 2014, está com as obras paradas porque depende de licença para a sua instalação. Ela será montada próximo à estrada do Forninho. A maioria dos interceptores já foi feita e falta construir a estação.
Nesta semana, o presidente da Câmara Municipal, Djalma Bastos (PSD), a secretária municipal de Meio Ambiente, Fernanda Ávila, o diretor do Departamento de Águas e Esgotos (DAE), Cleres de Souza, o engenheiro do DAE, Gilmar Rodrigues entre outros, estiveram na Supram para cobrar explicações e a liberação dos documentos. Segundo Djalma, faltam funcionários no órgão ambiental para agilizar a conferência da documentação já entregue pelo município. Porém, segundo ele, a pauta será tratada com prioridade máxima. Ele também afirmou que, caso a situação não se resolva, os vereadores vão voltar lá para cobrar. “A preocupação é que, até o mês de dezembro, Monlevade deve finalizar a obra ou devolver R$13 milhões ao governo”, disse.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS