Desde 1984
Geral
10 de janeiro de 2020
Em Monlevade, supermercados retiram cerveja Belorizontina da área de vendas
Os supermercados de Minas Gerais estão sendo orientados a retirar os lotes da cerveja Belorizontina, da Cervejaria Backer, de cirulação. Em nota, a Associação Mineira de Supermercados (Amis), pede para que a medida seja tomada até as as investigações sejam concluídas. “Por medidas de segurança, a Associação Mineira de Supermercados informa que está orientado os supermercados do Estado para realizarem a retirada dos lotes da marca Belorizontina que estão sob investigação até que os fatos sejam apurados”, diz o texto na íntegra.
Redes de supermercados de João Monlevade já retiraram a cerveja de suas gôndolas. As três unidades da grupo Hiper Comercial Monlevade já recolheram as unidades. O mesmo ocorreu no Supermercado Epa. O Comercial Fraga não vende a cerveja Belorizontina.
A medida é por precaução. Em nenhum supermercado de João Monlevade foram encontradas garrafas dos lotes L1 1348 e L 2 1348, analisados pela Polícia Civil e onde foi constatada a contaminação pela substância tóxica, identificada como dietilenoglicol. Em Minas Gerais, oito pessoas foram hospitalizadas e uma faleceu em virtude do contato com o produto.
A Prefeitura de Belo Horizonte, a partir de segunda-feira (13), terá nove pontos de coleta da cerveja na capital. Em comunicado, a Backer disse que também está recolhendo as cervejas da marca Belorizontina. “A cervejaria informa que os lotes L1-1348 e L2-1348 serão recolhidos diretamente nos domicílios dos consumidores, em horário agendado”, afirma o texto.