Desde 1984
Região
3 de dezembro de 2019
Simulado de rompimento de barragem em Rio Piracicaba reúne 1.774 moradores
Divulgação
Simulação deveria atingir mais de quatro mil moradores.
Moradores de Rio Piracicaba participaram do simulado de emergência de barragens da mina Água Limpa, da Vale, no sábado 30. Segundo a empresa, 1.774 moradores participaram do treinamento, o que corresponde a 38% do público esperado. A ação teve caráter preventivo e foi realizada pela Defesas Civis Estadual e Municipal, Prefeitura de Rio Piracicaba e a Vale, com apoio das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e demais órgãos competentes. A Vale participou da atividade prestando todo o apoio logístico aos órgãos, além de acolher e orientar a população nos pontos de encontro.

O objetivo da atividade foi informar a população residente nas Zonas de Autossalvamento (ZAS) e de Segurança Secundária (ZSS) das barragens Diogo, Monjolo e Porteirinha sobre como proceder em caso de emergência de barragem. O treinamento teve duração de uma hora, das 15h às 16h. Foram instalados, na ocasião, 45 pontos de encontro em áreas seguras do município.
O simulado faz parte do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) e do Plano de Contingência e Evacuação de Rio Piracicaba, este último elaborado por uma equipe multidisciplinar formada por representantes das Defesas Civis Estadual e Municipal, Prefeitura de Rio Piracicaba, Vale, polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Ministério Público.

o que corresponde a 38% do público esperado. A ação teve caráter preventivo e foi realizada pela Defesas Civis Estadual e Municipal, Prefeitura de Rio Piracicaba e a Vale, com apoio das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e demais órgãos competentes. A Vale participou da atividade prestando todo o apoio logístico aos órgãos, além de acolher e orientar a população nos pontos de encontro.

O objetivo da atividade foi informar a população residente nas Zonas de Autossalvamento (ZAS) e de Segurança Secundária (ZSS) das barragens Diogo, Monjolo e Porteirinha sobre como proceder em caso de emergência de barragem. O treinamento teve duração de uma hora, das 15h às 16h. Foram instalados, na ocasião, 45 pontos de encontro em áreas seguras do município.

O simulado faz parte do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) e do Plano de Contingência e Evacuação de Rio Piracicaba, este último elaborado por uma equipe multidisciplinar formada por representantes das Defesas Civis Estadual e Municipal, Prefeitura de Rio Piracicaba, Vale, polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Ministério Público.

Falhas

Durante o simulado, três pessoas passaram mal, sendo que uma idosa precisou ser hospitalizada por alterações na pressão. Após o acionamento da sirene, um morador demorou 54 minutos para chegar até o ponto de salvamento, em caso de rompimento de barragem. O tempo foi considerado alto e, além desse morador, em alguns locais, a chegada dos populares também demorou mais do que o previsto.

Alguns moradores relataram não terem ouvido a sirene. A mineradora Vale deve verificar se houve problemas nos equipamentos ou instalar outros em novos locais.

Neste ano, a Defesa Civil Estadual já realizou 10 simulados de evacuação de emergência no estado. Na região, eles ocorreram em:

- Barão de Cocais - 25/03/2019
Participantes: 3626 participantes (60% do esperado)

- Barão de Cocais - 18/05/2019
Participantes: 1600 (27% do esperado)

- Santa Bárbara - 29/03/2019
Participantes: 834 participantes (50% do esperado)

- São Gonçalo do Rio Abaixo - 04/04/2019
Participantes: 2674 (109% do esperado)

- Itabira - 17/08/2019
Participantes: 7.770 (41% do esperado)