Desde 1984
Região
2 de dezembro de 2019
Vale encontra trincas em barragem e suspende operações em Brucutu
Arquivo JAN
Barragem de Laranjeiras apresentou fissuras e forçou suspensão de Brucutu.
A Vale detectou nesta segunda-feira (2) duas trincas da barragem de Laranjeiras, que recebe rejeitos da mina de Brucutu, em São Gonçalo do Rio Abaixo. Por conta disso, a mineradora decidiu suspender as atividades a úmido na mina, o que deve derrubar a produção de minério de ferro em 60%.

Segundo a mineradora, trabalhando apenas com a extração a seco, devem deixar de ser beneficiadas 1,5 milhão de toneladas mensais de minério, cerca de 40% de sua capacidade por meio de processamento a úmido com rejeito filtrado e empilhado.

A previsão da Vale, anunciada pela Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo, é de que as atividades de Brucutu sejam retomadas até o começo de fevereiro. A princípio, como o nível de risco foi elevado para o nível 1, não será necessário que as populações locais esvaziem as áreas a jusante da barragem.

A Prefeitura de São Gonçalo esclarece que já foi solicitado à diretoria da Vale e aos responsáveis pela mina de Brucutu um diagnóstico com mais informações sobre a barragem para que o município tome as providências cabíveis para garantir a segurança da população. A Prefeitura de São Gonçalo ressalta também que as ações e projetos em execução seguem garantidos. Porém, o Executivo lamenta a suspensão das operações da barragem e reafirma sua posição de que a segurança da população tem que ser prioridade.