Desde 1984
Geral
29 de novembro de 2019
Carnes mais caras no fim de ano
Os preços das carnes praticados nos açougues de João Monlevade sofreram um considerável aumento nos últimos dias. Atualmente, a arroba do boi para os comerciantes está cotada em cerca de R$220,00, contra R$150,00 de meses atrás, o que aumenta o preço na balança para o consumidor.
A situação é semelhante no mercado de Belo Horizonte, onde a arroba, que chegou a R$142,00 em julho, atingiu um pico de R$207,00 na última quarta-feira (27).
Atualmente, o quilo da picanha em João Monlevade oscila em torno dos R$40,00, enquanto a alcatra pode ser encontrada na faixa dos R$29,00 e o lombo suíno está na casa dos R$14,90. Idelfonso Veríssimo, que trabalha em um açougue da cidade, acredita que as vendas no fim deste ano devem ser menores que as do fim de 2018. Normalmente, explica, o Natal e o Ano Novo são festas que requerem carnes de primeira qualidade, fazendo os preços dos cortes mais nobres subirem e barateando as carnes de segunda.
O aumento no preço pode ser explicado pelo súbito crescimento na cotação do dólar frente ao real (a moeda americana estava em R$4,23 no fechamento desta página, maior índice da história desde a implantação da moeda brasileira). Outro motivo é a importação da carne brasileira pelo governo da China, que aumentou a demanda de exportação para o gigante asiático. Além disso, o mercado tem sofrido com a especulação dos frigoríficos, que preferem segurar os produtos, normalmente voltados para o mercado interno, para exportar com o câmbio mais alto, segundo especialistas.