Desde 1984
Brasil e Mundo
8 de outubro de 2019
Morre cardeal dom Serafim, arcebispo emérito de Belo Horizonte
Reprodução/Arquidiocese de Belo Horizonte
Dom Serafim participou do Concílio Vaticano II e foi o primeiro cardeal das Minas Gerais.
Morreu nesta terça-feira (8), aos 95 anos, o arcebispo emérito de Belo Horizonte, cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo. A notícia foi confirmada pela Arquidiocese da capital mineira. Ele foi arcebispo de Belo Horizonte entre 1986 e 2004, sendo sucedido pelo atual arcebispo, dom Walmor Oliveira de Azevedo. Ficou também muito conhecido pelos programas que apresentou nas manhãs de domingo na TV Globo Minas, e da coluna que assinou por anos no Estado de Minas.

Natural de Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha, dom Serafim estudou Humanidades e Filosofia no seminário de Diamantina, onde se graduou em 1944. Em Roma, tornou-se mestre em Teologia e Direito Canônico na Pontifícia Universidade Gregoriana. Foi ordenado sacerdote em 12 de março de 1949 na catedral de São João de Latrão, na Cidade Eterna. Voltando às Minas Gerais em 1951, foi pároco em Itamarandiba, Gouveia e Curvelo, além de atuar como capelão da Companhia Industrial São Raimundo e do 3º Batalhão da Polícia Militar. Em 7 de maio de 1959, aos 34 anos, foi sagrado bispo, o mais jovem do Brasil, e participou das sessões do Concílio Vaticano II. Também foi professor e reitor da Pontifícia Universidade Católica das Minas Gerais (PUC-MG).

Em 1983, no ginásio do Mineirinho, foi sagrado arcebispo-coadjutor da Arquidiocese de Belo Horizonte. Três anos depois, assume a arquidiocese, sucedendo a Dom João Resende Costa. Em 1990, lançou o Projeto Pastoral Construindo a Esperança, destinado à ação social nas comunidades carentes da Grande BH. Em 1998, tornou-se cardeal pelas mãos do Papa João Paulo II. Comandou a arquidiocese da capital mineira até 2004, quando foi sucedido por dom Walmor Oliveira de Azevedo. Era também membro do Conselho Deliberativo do Clube Atlético Mineiro (CAM).