Desde 1984
Geral
16 de agosto de 2019
Moradores reclamam de manutenções na Beira-Rio
João Vitor Simão
Caminhões são alvos de reclamações de moradores
O sono dos moradores da rua Beira-Rio, no bairro Centro Industrial, não tem sido tão tranquilo nos últimos tempos. Eles reclamam que uma demolidora sediada no bairro faz manutenção em seus caminhões durante a madrugada, causando um ruído que impede o descanso de quem mora nas casas vizinhas. Oswaldo Passos, dono de uma lanchonete na rua, conta que os serviços começam entre as quatro e as cinco horas da madrugada, com barulho de máquinas e alarmes de manobras.
Wilson Gomes, por sua vez, reclama que os caminhões ocupam toda a área às margens do rio Piracicaba, e algumas vezes chegam a ser estacionados na pista da rua Beira-Rio. Sara Pesso conta que alguns desses caminhões chegam a mais de vinte metros de comprimento, dificultando o trânsito na via.
Ao A Notícia, o gerente de contratos da Demolidora Solum, Dênis Barcelos, negou que a empresa faça manutenção em seus veículos durante a madrugada. Segundo ele, o expediente da firma termina às 19 horas, e que mesmo durante o dia o ruído provocado pela operação dos caminhões é menor que aquele gerado pela Usina. O gerente da empresa afirmou ainda que outras empresas também estacionam caminhões ao largo da rua Beira-Rio, e que os moradores podem estar confundindo os caminhões dessas empresas com os da Solum. Por fim, ele disse que a empresa irá deixar a região.