Desde 1984
Geral
7 de agosto de 2019
Prefeita responde a vereadores de comissão
Erivelton Braz
Membros da comissão discutem projeto, observados pelo líder do governo, Sinval Dias
Parlamentares devem se reunir na próxima semana

A prefeita Simone Carvalho enviou documentos em resposta aos questionamentos dos vereadores da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal, no fim da manhã desta quarta-feira (7). A Notícia apurou que o próprio presidente da Casa, Leles Pontes (PRB), esteve na Prefeitura e recebeu os documentos diretamente dos assessores.

Os vereadores Guilherme Nasser (PSDB), Belmar Diniz (PT) e Carlos Roberto Lopes, o Pastor Carlinhos (MDB), integram a comissão e aguardam as respostas do governo para darem parecer sobre o Projeto de Lei 1092/2019, que autoriza o município a fazer empréstimo de R$3 milhões com o Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG). O dinheiro será usado em obras de pavimentação e calçamento.

Segundo apurado, o objetivo era que os documentos fossem analisados pela Comissão antes da reunião ordinária desta quarta-feira (7), para entrar na pauta de votação. Porém, segundo o presidente da Comissão, que também é o relator, Guilherme Nasser (PSDB), os vereadores devem se reunir apenas na próxima segunda-feira (12) para analisarem as respostas. “Tendo em vista que o prazo do BDMG está estendido, a gente deve se reunir na segunda-feira, dia normal de reunião de comissão. Caso tenham chegado todas as informações que a gente pediu, vamos dar o parecer”, disse Nasser.

Questionamentos

Os vereadores da comissão não emitiram o parecer porque queriam saber quais e quantas ruas serão beneficiadas com as obras de asfaltamento custeadas pelo empréstimo. Eles fizeram ofício ao governo na segunda-feira (5). Porém, não foram atendidos. Já na manhã de terça-feira (6), a prefeita usou as redes sociais para divulgar a relação das ruas, antes de responder aos vereadores.

Na postagem, Simone Carvalho (PSDB) ainda disse que, caso a comissão desse parecer contrário, as ruas iriam ficar sem as obras de melhorias. “Acho que o governo está polemizando uma coisa que não tem polêmica, tentando colocando responsabilidade nos vereadores da comissão. Nenhum emitiu juízo de valor ou de voto. Estamos olhando a parte orçamentária, que é o que nos cabe, é obrigação nossa na comissão. A gente quer transparência e eles (governo) estão polemizando, tentando jogar a população contra os vereadores. Essa política antiga não funciona mais, não tem mais espaço para isso”, disse.