Desde 1984
Geral
15 de junho de 2019
“Dê um instrumento musical a seu filho”, diz pianista Simone Leitão
Erivelton Braz
Pianista falou sobre música, educação e criatividade
Em palestra show realizada na noite de quinta-feira (13), no anfiteatro Antônio Gonçalves, no Centro Educacional de João Monlevade, a pianista internacional Simone Leitão falou da importância do estudo de música para crianças. Ela abordou temas como inovação e criatividade e falou sobre os benefícios que a música traz. “Dê um instrumento musical a eu filho. A música é uma das atividades que desenvolvem o cérebro, estimulam o raciocínio lógico e o pensamento criativo”, disse.
Em entrevista exclusiva ao A Notícia, a pianista também falou que o Brasil precisa explorar mais a educação musical e começar a exportar “musicalidade”. Para ela, o ensino de música em escolas, a formação de Orquestras, a exemplo do que ocorre em Salvador, com os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBA), são os caminhos para desenvolver o talento e motivar crianças e jovens a estudar música. “Quando a criança aprende, toda a família se envolve e o movimento musical toca e sensibiliza a todos”, disse.
Para a pianista, a história da música é a história da superação, da inovação e do empreendedorismo. Em sua palestra, ela falou de grandes ícones da música, como Mozart e Handel, que empreederam e mudaram a música clássica, até chegarmos ao que conhecemos hoje. Ela também citou exemplo do compositor brasileiro, Heitor Villa-Lobos, que levou para a música clássica, sons e instrumentos brasileiros. “Com criatividade, Villa-Lobos inseriu o Brasil na música e hoje, suas peças são reconhecidas pelo brilhantismo e inovação”, pontuou.

A artista
A pianista mineira Simone Leitão acaba de retornar de turnê por 10 cidades em cinco países americanos. Ela se apresentou no Carnegie Hall (Nova York) e em coutras casas importantes mundo afora. Ela nasceu em Caratinga e é Doutora em Piano Performance e Musicologia pela Universidade de Miami e Mestre em piano pela Academia de Música da Noruega. Sua apresentaçãona cidade foi um presente da Rede Doctum aos 50 anos da Fundação Comunitária Educacional e Cultural de João Monlevade(Funcec), comemorados em março deste ano.