Geral
7 de junho de 2019

Guilherme Nasser diz que governo Simone faz covardia com o povo

Maria Tereza Bicalho/ AcomCMJM
Guilherme não poupou o governo de críticas mesmo sendo do partido da prefeita

Vereador do grupo da prefeita abre o verbo contra a gestão da saúde

Usando a tribuna da Câmara na reunião de quarta-feira (5), o vereador Guilherme Nasser (PSDB) teceu duras críticas ao governo de Simone Carvalho (mesmo partido). O tucano afirmou que o governo faz covardia com o povo, ao fechar serviços na saúde sem aviso prévio.
Nasser referia-se ao fechamento do Centro de Referência em Saúde Bucal (Cresb), no ano passado, que não foi reaberto e nem as obras no local foram concluídas. “Foi uma atitude covarde porque deixou a população do Centro e de 13 bairros adjacentes desassistidas com o tratamento odontológico adulto. Eu vejo como covardia com o povo que utilizava aquele serviço do Cresb”, afirmou.
Ele também falou do possível fechamento da Policlínica Central e sua mudança para o prédio do antigo PA, no bairro Belmonte, criticando a falta de transparência da gestão Simone. “Está todo mundo falando que a Policlínica vai mudar para o PA. Já pedimos esclarecimentos e ninguém da administração informa para a gente, não se posicionam. Não tem projeto para obras e para as mudanças que querem fazer Mudar serviços de local sem avisar é covardia”, frisou. Sobre reformas, o vereador disse que defende reformas e melhorias nos prédios, mas que os serviços precisam retornar. “A gestão disse que entregaria a reforma do Cresb em 60 dias, até hoje, a reforma não começou. Acho covardia fechar um serviço num bairro para abrir outro. Saúde tem que ser soma, nunca uma divisão, tem que atender a todos”, afirmou.
O parlamentar, que é um dos mais próximos ao presidente do partido, o ex-prefeito Teófilo Torres, não tem escondido suas insatisfações com a gestão Simone. “Minha postura não é de situação ou de oposição. Minha posição é ser a favor do povo. Eu elogio o que tem elogiar e critico o que precisa ser criticado. Eu vou cobrar. Não estou para defender pessoas do governo, mas o povo”, afirmou.

Política

Questionado se suas recorrentes críticas ao governo Simone Carvalho (PSDB) tinham a ver com um distanciamento do governo, pensando em seu futuro político, Guilherme Nasser desconversou. Ele disse que “o futuro a Deus pertence” e que está preocupado em fazer um bom trabalho agora, porque o resultados de eleições é consequência.
Nos bastidores, no entanto, há rumores de que Nasser pode se candidatar a prefeito ou a vice, numa dobradinha com nomes ligados à oposição, como o médico Railton Frankin (PDT) ou com o vereador Belmar Diniz (PT).