Brasil e Mundo
11 de março de 2019

Bombeiros ficarão de prontidão para evitar retorno das chamas em empresa

Reprodução

DO ESTADO DE MINAS


Os trabalhos do Corpo de Bombeiros na Ematex Têxtil, empresa que pegou fogo na Avenida Tereza Cristina, 445, Bairro Prado, Região Oeste de Belo Horizonte, vai continuar durante toda a noite. Os militares vão ficar de prontidão para evitar que as chamas retornem em meio às ferragens. O incêndio atingiu o imóvel na manhã deste domingo. O fogo já foi controlado. As causas ainda serão investigadas. A perícia da Polícia Civil ainda aguarda o fim dos serviços dos bombeiros para realizar as análises.

As chamas se espalharam rapidamente pelo imóvel por volta das 8h. Uma cortina de fumaça proveniente dos materiais pôde ser vista de diferentes regiões de Belo Horizonte. De acordo com um dos funcionários do grupo Ematex, o local que pegou fogo não é uma fábrica, mas sim uma loja atacadista que comercializa tecidos planos para atender a indústria da confecção. A fábrica onde os tecidos são produzidos fica em Ribeirão das Neves, na Grande BH.

Durante o incêndio, uma parte do teto de um dos setores da loja chegou a desabar no momento em que um grupo de pelo menos quatro bombeiros combatia o fogo. Um deles, que é sargento, foi encaminhado para o Hospital Vera Cruz por um problema no ombro em decorrência do desabamento.

O fogo teria sido percebido por um vigia do local. Ninguém ficou ferido. Muitas pessoas, que aparentam ser funcionários da empresa, ficaram completamente desoladas com o tamanho da destruição, chegando a chorar bastante. A situação gerou uma corrida de trabalhadores tentando salvar todo o tipo de documentos da área administrativa.

O local do incêndio fica bem ao lado do pontilhão da linha férrea do metrô de Belo Horizonte, mas o transporte funcionou normalemnte. A Polícia Militar interditou o trânsito na alça lateral ao Viaduto Itamar Franco no sentido Centro. Na parte de cima do elevado o trânsito fluiu normalmente em ambos os sentidos.


Por volta das 11h40, as chamas foram controladas. Desde então, os militares continuam no local para fazer o rescaldo e evitar que o fogo retorne.


Canecão Mineiro A menos de 300 metros do local que foi completamente destruído pelas chamas, outro incêndio de grandes proporções deixou marcas na cidade de Belo Horizonte há 17 anos. Em 24 de novembro de 2001, sete pessoas morreram e 197 ficaram feridas quando o fogo destruiu a casa de shows Canecão Mineiro, que ficava na Avenida Tereza Cristina, 179. A loja da Ematex destruída fica na mesma avenida, porém no número 445.